terça-feira, 27 de abril de 2010

Untitled...





















Grito...
Solto palavras,
Gemidos,
Sons ensurdecedores...
Desespero...
Quero fugir,
Desaparecer...
Procuro uma saida...
Sinto-me mergulhado na escuridão...
Olho à minha volta...
Que procuro?
Existe algo para encontrar?
Alguém?
As pernas fraquejam...
Sinto que estou a ir abaixo...
Rastejo pelo chão...
Será o chão?
Não vejo nada...
Apalpo o vazio...
Uma luz ao longe...
A respiração acelera...
Chego até à luz...
Surpresa...
Estás de braços abertos à minha espera...



2 comentários:

Joana Cardoso disse...

Grita,
Chora,
Fraqueja...
Tudo!
Alivia a alma.
Só depois de o fazeres é que conseguirás encontrar o teu equilibrio emocional.
Até lá, continuarás assim...
A vida é uma cosntante luta.
Porque não lutamos nós (Homens) pela felicidade?

Eu estou aqui.
De braços abertos...
Á tua espera.
Se é deles que precisas...
São eles que terás :)

Um beijinho enorme amigo :)

pedacinho de céu disse...

Sempre aqui estive e estarei de braços abertos quando necessites.
Mas grita sempre que sintas vontade,alivia um pouco e solta se
um novo sopro de liberdade da alma.