sábado, 14 de novembro de 2009

Desabafo...





















Dou comigo por vezes a pensar no que não devo...
Merdas que antes me fizeram mal,
que não merecem sequer que me recorde delas...
O silêncio nestas alturas é terrivel...
Leva-me o pensamento para coisas tristes e parvas...
A solidão em que me costumo sentir bem,
magoa-me porque me faz recordar...
Dúvidas começam a pairar na minha cabeça...
Isolo-me e sofro por merdas sem sentido...
Convivo e em silêncio sofro por dentro e
não consigo estar ali, sendo eu...
Dou comigo a gritar para dentro,
estupidamente, ninguém me vai ouvir...
Terei de me escutar?
Que posso fazer se não me querem ouvir?
Que posso fazer se ninguém me pode ajudar?
Lamentar-me?
Não...
Viver...
Sobreviver...


5 comentários:

Rosy disse...

Boa tarde..
que desabafo este.
Ha momentos, em que gritamos silenciosamente, e por mais alto que grites, as pessoas parecem nunca ouvir.
Mas no meio disso, nao te percas, nem a ti nem a esperança.

Venho aqui tambem avisar que tenho um pequeno desafio no meu espaço para ti.Passa por la.
uma boa continuaçao
beijinhs

Luz disse...

São tantos os momentos em que gritamos e não somos ouvidos, ninguém quer ouvir..., o nosso grito é abafado, silenciado pela força da nossa dor que nem sempre deixamos que seja ouvida...
Agora, lamentar, isso não, mas começar a revolução dentro de nós e, aí vamos sentir que estamos a ajudar-nos e, lentamente veremos o resultado. Acredite e, continue a gritar sempre que lhe apetecer.

Abraço com Luz

pedacinho de céu disse...

Por vezes apetece gritar apenas para desabafo da nossa alma, não que seja preciso que alguem nos oiça.
Quantas são as vezes que dou com o meu pensamento ás voltas,pensar em coisas banais e outras importantes (pelo menos para nós próprios).
Mas devemos olhar sempre para a frente e viver.

Blueye disse...

um amigo falou-me este blog e decidi vir ver... li pouco mas gostei... dizes as coisas com simplecidade mas dizes tudo... este post fe-me ver a mim... porque quando mais precisamos não há ninguém para nos ouvir, inguém tem tempo... e depois de muito tempo quando se começam a preocupar e a ter tempo para nós simplesmente nao conseguimos falar... ficamos acostumados a nó próprios... a contar só conosco e é assim que aprendemos a viver e a lutar... a ficar fortes....


bem ainda agora comecei e estou a gostar muito do teu blog...

fica bem

vai ver o meu blog : blueye.blogs.sapo.pt

Blueye

... disse...

Admiro o seu desabafo, e é algo que varias pessoas passam em nosso dia-a-dia, gostei muito do seu texto, e claro dos outros também, sabes usar as palavras, parabéns